PARAÍSO

Victor e Leo

Lá no ranchinho da serra, meu paraíso primeiro
Cortas as matas verdejantes e as colinas verdes
Saciando a sede num riacho cristalino

Vai florindo as campinas, cumpre o seu destino
Banhando os meninos que em seu leito vão brincar

Cá na paineira vem cantar o companheiro sabiá
Que exalta os dias com suas canções

Cá no meu ninho, ao despertar, no vão das palhas vem
soprar
Um cheiro puro de campinas orvalhadas

Refrão:
Tem uma rede, um perdigueiro e um alazão
E uma morena cheirando a flor do sertão
Tem uma viola para as noites de luar
Cantar em versos para o amor desabrochar

Quando a chuva molha a terra
Florindo as grandes mangueiras

E os piriquitinhos verdes brincam nas palmeiras
E entre as gameleiras pula o feliz tico-tico

Brotam no seio da terra humildes grãos de milho
Verdejando os trilhos onde já muitos brotaram

Cá na paineira...
fuente: musica.com

Victor e Leo

Ficha de la Canción

Título:
PARAÍSO

Grupo/Cantante:
VICTOR E LEO

Letra añadida por:
votasgu

Valora la calidad de la letra

Compartir Letra

compartir en facebook
compartir en google plus
compartir en twitter

Enviar la letra 'Paraíso' por email

Imprimir la letra 'Paraíso' de Victor e Leo

ir a arriba