ESPLENDOR

Cibelle

Caía uma chuva fina
Em forma de confissão
E eu, solidão
Sou como a folha de outono
Que sem dono
Navegando chega aqui

Pra lhe dizer que o abandono
Já vai chegando ao fim
E eu, solidão
Só falta agora o teu sorriso
Um aviso
Que a luz do sol está por vir

E se você me vir vagando
Sem razão
Não vá pensar que o desengano
Mora no meu coração
Há muito tempo já se foi
A estação que vem depois
Descortina todo o esplendor

Caía uma chuva fina
Em forma de confissão
E eu, solidão
Sou como a folha de outono
Que sem dono
Navegando chega aqui

Pra lhe dizer que o abandono
Já vai chegando ao fim
E eu, solidão
Só falta agora o teu sorriso
Um aviso
Que a luz do sol está por vir

E se você me vir vagando
Sem razão
Não vá pensar que o desengano
Mora no meu coração
Há muito tempo já se foi
A estação que vem depois
Descortina todo o esplendor

Caía uma chuva fina
fuente: musica.com

Cibelle

Ficha de la Canción

Título:
ESPLENDOR

Grupo/Cantante:
CIBELLE

Letra añadida por:
shemkasai

Letra escrita por:
ANTONIO PIRES,ANTONIO CARLOS DE MORAIS PIRES,ARI DA ENCARNACAO MORAIS PIRES

Letra publicada por:
WARNER/CHAPPELL MUSIC, INC.

Licencia:
LyricFind

Valora la calidad de la letra

Compartir Letra

compartir en facebook
compartir en google plus
compartir en twitter

Enviar la letra 'Esplendor' por email

Imprimir la letra 'Esplendor' de Cibelle

ir a arriba