Imagen de la canción 'Meu Veneno'

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

Atrás de meus olhos dorme
Uma lagoa profunda
E o céu que trago na mente
Meu vôo jamais alcança

Há no meu corpo um incêndio
Que queima sem esperança
A própria terra que piso
Vira um abismo e me come
Corre em meu sangue um veneno
Veneno que tem teu nome

Há no meu corpo um incêndio
Que queima (que queima) sem esperança
A própria terra que piso
Vira um abismo (abismo) e me come
Corre em meu sangue um veneno
Veneno que tem teu nome

Corre em meu sangue um veneno
Veneno que tem teu nome, teu nome

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Meu Veneno'

Buscar canciones
X
ir a arriba