1Kilo

Cypher Reza Sincera

1Kilo ft. Mozart MZ, Pablo Martins, Pelé MilFlows, Rafael Sadan y Xamã

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

Letra da cypher 'Reza Sincera' com Pablo Martins, Pelé MilFlows, MC Xamã, Rafael Sadan & Mozart MZ

Na estrada pro Paraguai, me diz meu mano, quanto sai?
Confiro a rota e o meu retorno é tenso
Entoca, some com o carro, aparelhos da rodovia
Rastreiam cada passo, hoje tem plano de dia
Até lhe apresentaria
Mas os meus sócios não curtem condutas estranhas
1Kilo na linha de frente, poucos entendem
Depois de tantas histórias quem se comprometeu

[Verso 2: Mozart MZ]
Grana, coca, planta, entoca
Investe que o lucro é bom
A fama troca e o resultado é o rendimento do meu som
A posição em que se coloca determina a relevância
E dois replays da sua vida não é um terço da minha infância
Conta pro pai a sensação de viver puto
Criticando a minha escolha e degustando meu produto
Quiseram ser Escobar, mas acabaram usando tudo
E saíram derrotados dessa guerra dos canudos
Tenha cuidado com a mão que te serve
É muito caminho essa meta que segue
O teu adianto rendendo pro chefe
Soma o dinheiro que paga a PF
Nós somos alquimistas
Transformando o seu modo de visão
Corta separa, contando a carga
Não tá na mala, pode procurar
São 30 balas, trava e destrava
Estala o comédia que atravessar
Não é bonito, mas a vida é assim
E o que tu faz só me interessa se for pra me render din'
Dólar por dólar, nota por cada
E eu vejo minha grana se multiplicar
Eu gasto com jóia, torro em noitada
E deixo tua mina querendo me dar
Por isso que teu dedo me aponta
Porque o que prendeu seu pai
Foi o que duplicou minha conta

Direto da Zona Oeste, atitude no mic, camisa larga
Moleque fazendo rap na rua sem medo da madrugada
Dropando do Bow, abrindo show nos eventos de calçada
Tem branco, tem pardo, tem preto, na mesma farofa, na mesma levada
No beco tem espaço pro crente, pro teco, pra puta, labuta e mamada
Kisuco da fruta, cachaça, varejo e um haxi na guacha intocada
Xamã te chamando lá fora, rimando na hora e tampando a porrada
É o bonde da 1Kilo e quem patrocina oficina da rima articulada
Direto da rua de barro, churrasco na laje e cerveja regada
Domingo tem feira, segunda começa o boêmio operário e a sua saga
Marmita virada na bolsa, licença pra moça que passa posuda, arrumada
Faz força pra descer na próxima e o trem pra Central não esvazia por nada
Meu bonde me segue no skate, no rap, no reggae no samba e no ragga
Quem olha já fala na hora é o bonde da 1Kilo
Esses cara é uma praga
Quem olha já fala na hora é o bonde da 1Kilo
Esses cara é uma praga
Quem olha já fala na hora é o bonde da 1Kilo
Esses cara é uma praga

O bonde atravessou a fronteira
Com trinta quilo de carga no caminhão
Só pra chegar segunda-feira
Com o preço que paga a liberdade dos irmãos
A carga da coca que fornece Michael Caine
A cocaine quem compra é o assessor da Karol Con...
E ele vem comprar, só não sei com quem
Eu não posso te falar da onde vem
Não mantém contato, só mantém o contrato
Uma pessoa de confiança pra confirmar o trato
Sua mãe tá com o trato, Xamã tá com o trato
E o que vai te falir, é aquele pó branco no prato
E não pense em passar a perna que em terra
De mercenários se ganha quem paga o preço mais alto
É só comparar nossas vidas, nossos atos
Nóis tem conta na Suíça e tu ainda tá fazendo assalto

Tá achando que tá no topo, desculpa, amigão
Tô por aqui a muito tempo e nunca te vi
Eu sei que o que eu faço ele quer fazer
O que eu tenho ele quer ter
Desculpa porra, acorda, neguim
Eu faço rap desde sempre, teu título é de boyband
Faz som pra menor de 15 anos e quer ter moral
Eu tô trancado no meu quarto com cigarro e o baseado
E a mina que tu queria chupando meu pau
Quem vai dominar essa porra, toma cuidado
Quem muito fala sem saber acaba sendo amassado
1Kilo brutal nesse bagulho mostrando que ainda tem
Rap de verdade do outro lado

Mas a vida tá louca e é cada um no teu corre
Tô na visão da boca, de atravessar a ponte
Fui convocado em uma fita há miliano
Chamei o mano Du para executar o plano
Tudo formado, as malas no carro, no coldre
Fazer a missão pra ver se eu fico rico hoje
Eu chamei o Xamã, se ligou
Que a fita ta firmada hoje
Eu filmei o meu clã, sou Sadan
E a DOF tá sinistra, oh man
Atividade na pista, uma tonelada não é um
Fino, nem uma tripa
Mas é missão terrorista, cadeia não é
Brinquedo, perde metade da vida
Pega a sua função pega a sua visão
Vai pra casa do Romário, tu é reserva de Magrão
Eu tenho disposição, meu bonde tá formado
Convocado à seleção, 1Kilo, disposição, primo

Mas é que tu não percebeu
Meu carro, tu que me deu
Minha casa, tu que me deu, porra
Mas é que tu não percebeu
Meu carro, tu que me deu
Minha casa, tu que me deu
Mas é que tu não percebeu
Meu carro foi tu que me deu
Minha casa foi tu que me deu
Mas é que tu não percebeu
Meu carro foi tu que me deu
Minha casa foi tu que me deu
Mas é que tu não percebeu
Meu carro, tu que me deu
Minha casa, tu que me deu
Mas é que tu não percebeu
Meu carro, tu que me deu
Minha casa, tu que me deu
Mas é que tu não percebeu

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Cypher Reza Sincera'

Buscar canciones
X
ir a arriba