Fado Do Silêncio de Amália Rodrigues

Fado Do Silêncio

Amália Rodrigues

Al final de la letra podrás puntuar su calidad, comentar sobre ella, acceder a más canciones de Amália Rodrigues y a música relacionada.

LETRA

Amália Rodrigues - Fado Do Silêncio

Quando Lisboa anoitece
Como um veleiro sem velas
A Alfama toda parece
Uma casa sem janelas
Aonde o povo arrefece
É numa água furtada
No espaço roubado à mágoa
Que Alfama fica fechada
Em quatro paredes dágua
Quatro paredes de pranto
Quatro muros de ansiedade
Que à noite fazem o canto
Que se ascende na cidade
Fechada em seu desencanto
A Alfama cheira a saudade
A Alfama não cheira a fogo
Cheira a povo e solidão
Cheira a silêncio magoado
Sobra a tristeza com pão
Alfama não cheira a fado
Mas não tem outra canção

Más abajo podrás valorar y comentar la canción Fado Do Silêncio.
disquito - musica.com

Puntuar 'Fado Do Silêncio'

¿Qué te parece esta canción?

-
0 votos

* Gracias a Duarttuk "El Hereder por haber añadido esta letra el 19/6/2007.

Comentar Letra

Comenta o pregunta lo que desees sobre Amália Rodrigues o 'Fado Do Silêncio'

Comentarios (1)

Compartir esta letra en...