LORD ABORTION EN PORTUGUÉS

Cradle Of Filth

Senhor Aborto

Eu nasci com a marca das cinzas
Escombros atiram para as estrelas da mãe
Um anel brilhante os mata, Eu cuspo nas águas
Da vida que corre ágil das feridas dela

De-me o Senhor Aborto, vivendo morto
O osso viu sobre o lugar
Nesta noite Bitter está dando cabeçada
Uma afiada entrada no traseiro, uma saida em vermelho
Pedaço na garganta, veio-me sufocar
Matando a piada leve vencida com fôlego

Eu cresci sobre as mulheres do Pai bastardo
Lembranças de cusões que cortaram e saíram em meio a puberdade

AaH! Nostalgia cresce
Agora nove ou dez vezes
Dentro deste vício covil chamado alma
Ressurreição morrendo
Eu cavo profundo outra vez
O espasmo do orgasmo sobre o rolo...

Eu vivo lentamente a violentar
Os machos gasoso de nitrato
Vítimas força a alimentar a própria face
Manchas de lágrimas sobre o ornar
Eu devo comparar a eles
Para um dia quente de verão
Mas para a letra, é melhor
Para líquen seus nomes numa sepultura

Contando meus anos sobre uma réstia
Com sinos labiais e cordão de corações desfeitos

De-me o Senhor Aborto, vivendo morto
O osso viu sobre o lugar
Nesta noite Bitter está dando cabeçada
Uma afiada entrada no traseiro, uma saida em vermelho
Pedaço na garganta, veio-me sufocar
Matando a piada leve vencida com fôlego

Os Horóscopos de Minha diorama
Uma meia parte da tortura psíquica
Outra acorrentada Eu mal significo a ela
Dentro tão bem quanto fora
Um pervertido arfafo dentro da máscara
Eu estou duro, queimo minha casa
Todos aparecem na Morte, ela está começando a sangrar
Um animal em milhares de partes...

Agora Eu escorrego em meio as rachaduras
Em sanidade, melhor assistir sua volta

Possuído com um alavancar amplo dos portões do Inferno
Libertando facas para cortar a Humanidade

Minha ambição é para matar Anon
Um pecador nas mãos sujas de Deus
Quem deixe-me preso, um Gilles De Rais
Da luz onde a fé desencaminha na verdade
Eu corto o intestino e livro os mais húmidos rostos
Corrupir o corpo e agarrar os mais perfeitos pedaços
Ela frouxa aquele fraco sorriso carnal
Pele vaginal prova a masturbação por dentro

\"Meu coração foi uma guerra
Por julgar cultos em misteriosas vastas florestas
Quando o número treze caiu em meu colo
Lábios e pele para pecar, um Venus Mantrap
Meu apetite abriu, tempestade rodou
Na diminuição de fios ou razões, até eu fui realizado
De quem comeu com prazer, Eu meti nela adentro
Um caixão para colocar na sepultura da rainha de Spades
Ela saiu fora como uma luz na minha mente
Seu rosto é um avalanche de pérolas, de rubis...
Muito era o fluxo, mas a boca era boa para fuder
Veio da reforma para provar que ela não tinha perdido seu toque
Eu beijei ela violentamente ,maliciosamente, religiosamente
Mas quando Alguém pode melhor separar os Três ?
Eu sei que estou doente como Dahmer fez, mas isto é o que eu faço
Aah, aah, ahh, Eu irei deixar você dormir quando eu estou em meios a...

A suspeita sombra deles ao menos
Espera agarrar o meu alcance

Do domínio total, abriu-se os braços
Procurando a doce carne com um furo despido

Arco-íris naquelas minhas navalhas apertadas
No meio ela grita e costura desfeita
Cantou no topo dos pulmões furados
Eu mordo minha maldosa língua
Para que maldições cuspem de covil
Romance que congela onde Anjos, despido
Estão perdidos no amor, na desesperança
Eu choro, eles simplesmente olham...
E olha, e olha, e olha, e olha.
fuente: musica.com

Cradle Of Filth

Ficha de la Canción

Título:
LORD ABORTION (EN PORTUGUÉS)

Grupo/Cantante:
CRADLE OF FILTH

Letra añadida por:
gabrielvela

Letra escrita por:
ADRIAN PAUL ERLANDSSON,DANI DAVEY,GIANPIERO GUISEPPE PIRAS,MARTIN F. POWELL,PAUL JAMES ALLENDER,ROBIN MARK EAGLESTONE

Letra publicada por:
UNIVERSAL MUSIC PUBLISHING GROUP

Licencia:
LyricFind

Valora la calidad de la letra

Compartir Letra

compartir en facebook
compartir en google plus
compartir en twitter

Enviar la letra 'Lord Abortion en portugués' por email

Imprimir la letra 'Lord Abortion en portugués' de Cradle Of Filth

ir a arriba