Disquito sustituye a Mesa

Nova Cama

Mesa

LETRA

alineación izquierdaalineación centrofuente mayorfuente menor

O tempo que passou
Mudou quase tudo;
Por isso, não me acomodei e aproveitei
Quis fazer algo que me fosse útil.

Nada foi fácil.
Nada disso foi exactamente assim.
O que é a verdade senão
Uma fábula do vencedor.

O espanto no teu rosto
Indica que fui a causa da humilhação.
O júri já se pronunciou.
Do canto da sala aponta para mim.

Refrão:
Sozinha e tu estás tão longe.
Para lá dos campos de ouro
Impressos nos postais, nos teus postais.
Não dizes nada... partiste a tanto tempo
Que é difícil fazer viver o teu rosto.
Ele tem têndencia a desaparecer, desvanecer...

Corro as ruas onde nunca, nunca se dorme
E a noite alberga uma tão grande fome
De vidas alteradas, mas não alertadas
E onde encontramos
Quem não ousaríamos supor.

Nada disto foi romanceado,
Nada disso foi equacionado.
Foi apenas, aconteceu
Um amor simples e plebeu.

Não foi pensado, imaginado (x2)

Refrão

Sozinha e tu estás tão longe.
Para lá dos campos de ouro
Impressos nos postais, nos teus postais.

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Nova Cama'

ir a arriba