Imagen de la canción 'Gangstar'

Gangstar

DJ Caique

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeñaVer video

Do alto do morro eu vi que esses caras nunca tiveram lá
Que propriedade tem pra falar de mim?
Que se escondem no barulho do trááá
Não tem como eles falarem de onde eu vim
Pra esses mano to fora de alcance
Frio e destrutível como uma avalanche
Acho que seis viram no meu semblante
Que eu não costumo a desperdiçar chance
Tudo que eu falei se cumpriu mano
Bati nesses bucha mais que eu bato meta
E se Deus não me levar no fim desse ano
A partir do ano que vem me chama de profeta
Eles cozinhando crack, eu cozinho hit
Pra depois de um tempo eu fazer lucro em nota
Crime não me prende, eu odeio jaula
Pra ganhar em Dolar e não faço endola
Sem sal são, nois sensação
Mundo nas minhas mãos como eu sempre tive
Fome de mundo como eu sempre tive
Eu tô do lado oposto que esses pela vive
Slow flow pra que seja entendido
Que eu não tenho problema contigo
Isso não é confundido
Esses menor viu Cidade De Deus
E tãos e achando bandido... ahhh

Gangstar, Gangstar
Lucro dos amigos me faz tranquilão
Gangstar, Gangstar
Faço grana da minha forma sem sujar a mão
Derrubo aquele gole pro santo
Que protege e da força pro canto
Eu fico observando de longe
As luzes coloridas e o corre corre
Nada que impeça meu adianto

Se é favela cria, não me subestime
Mente de vilão, a cara do crime
Foco no alvo, tipo franco atirador
Bala na cabeça do branco ditador
Traidores, história drástica
Por pouco não tatuaram a suástica
Mestiço compactuando com nazista
Eles mesmos serão as vítimas na prática
E eu? Não tenho medo de policia
Filho de policia que é policia
Anda com meu nome na boca
Vê meu clipe na viatura, e é claro
Atira em quem porta guarda chuva
Bate em viciado, e bate mais se for preto
E depois faz o canudo com o dinheiro do arrego
Rio de Janeiro sem regra
É a morte do negro, dinheiro é uma merda
Dinheiro é a meta pra sair da merda
Sem andar armado ganhar minha moeda
Muito mais amado que odiado
O mundo é mandado e se vim sem mandato
Eu respondo com guerra
Riram na minha ida, mal sabem da minha volta
Dorme de olho aberto e vê se reforça a escolta
E quando menos esperar os cria brota com a tropa
E vinga o tiro que matou o inocente na escola

Gangstar, Gangstar
Lucro dos amigos me faz tranquilão
Gangstar, Gangstar
Faço grana da minha forma sem sujar a mão
Derrubo aquele gole pro santo
Que protege e da força pro canto
Eu fico observando de longe
As luzes coloridas e o corre corre
Nada que impeça meu adianto

Conheço uns otários que são vendáveis
Sem fibra nenhuma, chega a dar dó
Transformam os amigos em descartáveis
Terminam sem grana, fudido e só
Deixa eles errar, quem não pode é nois
Referência pra menozada
Jardim Cipava sou porta voz
Minha rima é bico na grana
E os pente alongado entupido com 30
Esvazia pro ar quando nois brota
E as interesseira em câmera lenta
Dançando e jogando a xoxota
Que bagulho doido, onde nois chegou
E o melhor, sem pisar em ninguém
Bato continência pro meu professor
Que mostrou que Deus não está nas de cem

Gangstar, Gangstar
Lucro dos amigos me faz tranquilão
Gangstar, Gangstar
Faço grana da minha forma sem sujar a mão
Derrubo aquele gole pro santo
Que protege e da força pro canto
Eu fico observando de longe
As luzes coloridas e o corre corre
Nada que impeça meu adianto

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Gangstar'

Buscar canciones
X
Autoplay
Ver video
ir a arriba