Imagen de la canción 'Organização'

Organização

DJ Caique

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

Eu presto atenção em tudo que me cerca
E com noção do labirinto,pra que eu não me perca
Minha vontade nunca vai se tornar fraca
Porque meu ideal é forte sempre quebrar a cerca
O medo de perder não tira a vontade de ganhar
Vai tem que me convencer pra eu deixar de gostar
Vai ter que me matar, porque isso não vai acontecer
Eu levanto pra viver, não vou dormir pra sonhar
Eu só preciso de um lugar pra pensar
De muita luz e garra pra trabalhar ,música boa pra escutar
Com os amigos estar, com uma família pra amar
Uma mulher casa e lar, fazer tudo prosperar
Porque eu transformo, paixão e virtude
É pra que tudo mude, eu cansei do sim pra agradar
E não do jeito rude
Eu cansei de esperar que alguém faça tudo por mim
Eu sei, por isso eu vou atrás e luto até o fim
Não vou mais procurar o que eu não posso ver
Pra talvez encontrar logo o que eu não possa ter
Vou deixar pra trás quem não quer nada com a vida
Porque eu faço meus dias valerem a batida

A nevoa que cobre a selva, forma que age padronizada
Amostra grátis do inferno, camuflada num conto de fada
Cartas que são jogadas ao vento, confiadas em blefes
Em questão de tempo são retornadas
Na alma que pede greves
De compaixão e amor, são naipes do semblante
Sou uma coroa de flor, da paz eterna e garante
Sou ativista,meu nome da lista do lúcifer risca
Filosofia de corpo nazista, pura etnia babilônia abriga
Justiça é cega e pesa só de um lado da balança
O peso do martelo vem de acordo com a fiança
Aliança com o diabo faz ninguém se arrepender
Homens morrem com dinheiro sem saber o que é viver
Então me diz o que é certo, se o certo tá errado
Trampar, aposentar e morrer mais que frustado
Não, ódio fez na mente uma bomba
Quero império meu direito e sete dígitos na conta
Vários se atiram do penhasco,com sorriso na cara
Com a passagem só de ida e é o demônio que paga
Com a depressão conversei, ela me deu um conselho
Falei de vida após a morte, ela me mostrou o espelho
Dentro do peito poder, tragédia e solução
Foi Deus que deu opção, onde ninguém exceção
Carrego a cruz da consciência, minhas responsa e moral
Não faz da minha mente alejada,o espírito é imortal

Estamos só seguindo contra a multidão (vão)
Vários dados unidos pela missão (vão)
Se acaba a voz, deixa falar o coração
Somos futuro, falta organização (2x)

Correndo contra o tempo, tic-tac
Se é Holliwood ou Iraque, vim pra paz e pro combate
Na defesa ou no ataque, frustração serve de base
Se é um jogo muda de fase,se piedade santificasse
Seu medo codificasse,se tem coragem encara minha face
Se o messias ficasse, pregasse, unificasse
Independente de cor e de classe
Se você me escutasse, não me esnobasse pelo que é seu
Quanto mais vocês são iguais, muito mais eu quero ser eu
Pelo que é meu,pelo que é nosso,por tudo que eu mereço
Nem tenta ser igual móis, vim me pagar porque não tem preço
Tenho a missão de ser maior, pela honra daquele que foi pisado
Abaixa seu dedo, afasta seu rabo, seu nariz empinado
Sem julgar, consciente nem todos vão ser iguais
Alguns marcam presença, outros vão ser imortais
Porra, pra quem que eu rezo, pra cair a torre de babel
Porra, se tá no inferno sera que tem céu?
Caim, Abel, o bem o mau, o fim o fel
Refém a fal, veneno o mel
Aqui normal, a guerra, nobel
O caos total
A cada bit,desabafo dos neguim, irmão
O mundo é nosso, tá faltando organização
Vários vem, vários vão só fazendo peso
Quem tá no topo da balança tá saindo ileso

O topo é pra quem sabe escalar montanha
Guerra, foi o de que fez
Cada pagina um pedaço da história, caminhada de vitória
Pra quem sabe da um passo de cada vez
O progresso depende de cada gesto, sabe como agir
Não basta saber o que quer, tem saber como conseguir
Fala de quem se levantou, sem saber como caiu
O que fez pra reagir
Superação é, só pra quem tem disposição de sobra
Teto da boa obra, edificando sonhos,sobre firmes alicerces
Planejo meu futuro, mas eu vivo agora
Às vezes minha visão embaça como uma neblina
O medo me dizendo jus
Mais eu sempre vou bater de frente, com toda ameaça
Que se opõe pra ofuscar a minha luz
Emoção na basta, tem que ser frio, calculista
Pra saber onde se encaixa
Tentaram conter minhas palavras
E transformaram meu rap, numa arma de repetição em massa
O mundo manda que eu sugere, que eu arrisque minha pele
Me sacrifique por motivos de terceiros
Fazem como uma que perdeu a vontade
Sucumbindo a vaidade, porém eu dispenso seus conselhos
Mesmo não sendo fácil se manter de pé
Difícil,estreito por todos os lados
Faça a diferença, mantenha a fé
Limites foram feitos pra ser superados
Não são só calos na mão, a prova de trampo pesado
Nem todos em volta são bons
Escolha a dedo quem tá do seu lado
Que o certo seja sempre seu querer
A sombra que a gente nem sempre sabe o que fazer
Tenha sempre um motivo pra viver
E quando não achar a verdade, busque dentro de você
O poeta já dizia,a uma mente sã corpo sã
Sua cabeça erguia, o sangue corre quente
Coração bate frio, ruim é o bom
Todo dia se aprende uma lição


Estamos só seguindo contra a multidão (vão)
Vários dados unidos pela missão (vão)
Se acaba a voz, deixa falar o coração
Somos futuro, falta organização (2x)

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Organização'

Buscar canciones
X
ir a arriba