Disquito sustituye a Garotos de Ouro

Sem Eira Nem Beira

Garotos de Ouro

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeñaVer video

Buscando tema na cultura da querência
Saí cantando e vejam só o que aconteceu
Neste compasso, fui gastando este balanço
Foi deste jeito que esse meu bugio nasceu

Ré maior, lá maior
Neste tranco segue a vida inteira
E o gaiteiro floreando a cordeona
Em primeira, segunda e primeira

Macanudo sem eira nem beira
Fandangueando pela noite a fora
Anoitece o bugio ta roncando
Amanhece o bugio vai embora

Ré maior, lá maior
Neste tranco segue a vida inteira
E o gaiteiro floreando a cordeona
Em primeira, segunda e primeira

Ao tranquito na volta da sala
Nesta sina de ser fandangueiro
Descobri no balanço do fole
Que o bugio tem a alma de campeiro

Ré maior, lá maior
Neste tranco segue a vida inteira
E o gaiteiro floreando a cordeona
Em primeira, segunda e primeira

Macanudo sem eira nem beira
Fandangueando pela noite a fora
Anoitece o bugio ta roncando
Amanhece o bugio vai embora

Ré maior, lá maior
Neste tranco segue a vida inteira
E o gaiteiro floreando a cordeona
Em primeira, segunda e primeira

Quem para pra escutar este toque
Leva em conta a alma galponeira
Entonado eu assumo meu canto
Meu bugio não tem eira nem beira

Ré maior, lá maior
Neste tranco segue a vida inteira
E o gaiteiro floreando a cordeona
Em primeira, segunda e primeira

Macanudo sem eira nem beira
Fandangueando pela noite a fora
Anoitece o bugio ta roncando
Amanhece o bugio vai embora

Ré maior, lá maior
Neste tranco segue a vida inteira
E o gaiteiro floreando a cordeona
Em primeira, segunda e primeira

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Sem Eira Nem Beira'

Buscar canciones
X
Autoplay
Ver video
ir a arriba