Disquito sustituye a Eduarda Alves

Chega Dói

Eduarda Alves

LETRA

Nem sei por onde começar, o que falar
Só sei que a gente acabou de acabar de vez
Pela décima vez, mais uma vez
Só nesse mês

E o mal de abar é que ficamos acabados
Assim ligeiramente alcoolizados

Chega dói
Ouvir um modão e lembrar de alguém
Chega dói
Querer um abraço e saber que não tem
Chega dói
Saudade é muda e não diz quando vem
Eu nem vou ligar, tenho medo de faltar a voz
Chega dói

Chega dói
Ouvir um modão e lembrar de alguém
Chega dói
Querer um abraço e saber que não tem
Chega dói
Saudade é muda e não diz quando vem
Eu nem vou ligar, tenho medo de faltar a voz
Chega dói

Nem sei por onde começar, o que falar
Só sei que a gente acabou de acabar de vez
Pela décima vez, mais uma vez
Só nesse mês

E o mal de abar é que ficamos acabados
Assim ligeiramente alcoolizados

Chega dói
Ouvir um modão e lembrar de alguém
Chega dói
Querer um abraço e saber que não tem
Chega dói
Saudade é muda e não diz quando vem
Eu nem vou ligar, tenho medo de faltar a voz
Chega dói

Chega dói
Ouvir um modão e lembrar de alguém
Chega dói
Querer um abraço e saber que não tem
Chega dói
Saudade é muda e não diz quando vem
Eu nem vou ligar, tenho medo de faltar a voz
Chega dói

Comparte si te ha gustado