BANDEIRA BRANCA

Piruka

Tou perdido, e não me encontro
Por não te ver há dias
Confronto o meu pensamento
Pensando no que dirias
Afronto com o meu sentimento
Sinto que não sentias
O que sinto cá dentro
Não são meras fantasias
Tu... dizias que querias
Mentias com a boca toda
Deste-me a volta a cabeça
E depois foi que 'sa foda'
Hoje já não me incomoda
Mas ja me incomodou
Um motor e quatro rodas
Não muda aquilo que eu sou
Fui sempre a mesma pessoa
Boa e atenciosa, cuidava-te, tratava-te, deixava-te ansiosa
Tocava-te, beijava-te de forma carinhosa, a tua pele arrepiava
Ficavas louca e perigosa, gostava da gostosa forma que a gente encaixava
A pouco e pouco fiquei louco e sempre disse que não ficava
A mim ninguém me agarra era aquilo que eu dizia
Palavras e mais palavras falava do que não sabia
Falava do que não sabia, não sentia o que sinto hoje
Mas hoje não permitia nem por um dia ter-te longe
Quero-te na minha vida, querida ouve o que eu digo pra ti...
Eu estou lá quase, mas quase não é comigo
Passei a fase de amigo sempre contigo do lado
Ouvia não quero bandidos, mas ouvia calado
Eu a pensar que ia pintar com a minha pinta e acabei pintado
Falava que não me apaixonava e tou apaixonado
Era Playboy brincava não contava com o ditado
Pensava que enganava e era eu que tava enganado
E a cota que me avisava agora goza com o meu estado
Quem avisa amigo é e eu fui avisado
E agora ficar revoltado, não adianta
Fizeste muita merda, mas merda também fiz tanta
Não sou santo e nunca quis uma santa
Estou aqui de peito aberto a erguer Bandeira Branca

fuente: musica.com

Piruka

Ficha de la Canción

Título:
BANDEIRA BRANCA

Grupo/Cantante:
PIRUKA

Letra añadida por:
ChamLee

Valora la calidad de la letra

Compartir Letra

compartir en facebook
compartir en google plus
compartir en twitter

Enviar la letra 'Bandeira Branca' por email

Imprimir la letra 'Bandeira Branca' de Piruka

ir a arriba