GROGNation

A Teoria do Bolso Furado

GROGNation

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

Papillon:

Quem não tem kumbu bate palmas (x3)
O verdocas, o papel, bate palmas!
Quem não tem kumbu bate palmas (x3)
Bate palmas, idiota!

O fim do mês chegou, bro, acabou o jejum
Foi uma quinzena só a papar arroz com atum
Bolacha Maria, pão com chá e asas de peru
Mas hoje é dia 31 e vou passear o meu kumbu-ah
Já estou na ru-ah!
Arranco para o multibanco, para o saldo averigua-ah ´
E rola-ah e uh-ah

Entra sem bater e sem demoras
Sussurra no meu ouvido 'hoje eu quero almoçar fora'
Eu ligo para o meu nigga, 'como é que é? 'bora no fórum?
Se estiveres disponível pego um táxi, te apanho agora!'

Apanhei-o onde ele mora e chegamos em 5 minutos
Quando faltavam 5 minutos para a uma hora
'Bora! 'Bora meu nigga que eu 'tou com fome
Hoje é 'on me', o que queres consumir consome!
E foi lagosta, bebidas e garopa
Passamos em oito lojas de roupa
Mano manda vir que eu engomo

De taxi para casa, barriga e roupeiro cheio
Mas antes de subir dei uma checkada no correio
Pensei 'hoje a noite é no club e eu nem sou baladeiro
Mas vou-me roçar nas gajas, caguei nas cartas depois eu leio'

Passamos por três discos nos arredores de Lisboa
Dançar e beber à toa, pensar que melhor não há
Muito alcool musica alta e muita dama boa
E ainda abri 'praí três garrafas para impressionar uma mboa

A noite passa à velocidade da luz e, na manhã seguinte
Uma ressaca que, de 0 a 10, era um 20
Eu ressacado, cansado, escravo da sonolência
Quase morri quando li a correspondência

Ontem dei para rei e hoje levei check-mate
Cada página daquilo era tipo um livro de Mat
Eram contas da água, o gás, TV Cabo, eletricidade
Mais 300 e tal de renda, para minha infelicidade

E é assim que a guita de um nigga se esfuma
E a minha carteira vira campeã de peso pluma
Agora é apertar o cinto e ter jogo de cintura
Porque todo o papel que eu tinha, agora, virou fatura

Papillon:
(REFRÃO)

São os fundamentos da teoria do bolso furado
A guita não era minha, só me tinham emprestado
A guita não tem asas mas voa para todo o lado
A guita não é tudo, mas é um bom bocado (x2)


Tem- p:

No outro dia estava em casa a fazer planos para guita
Vou poupar tudo para a carta, andar a pé já não é vida
E a medida vou juntando, vou pegando, manobrando
Juntar o máximo possível, chillar lá no fim do ano

Mas engano meu, não sei o que sucedeu
Dêem-me linhas para eu cozer, acho que o meu bolso rompeu
Porque sempre que vem dinheiro, já tenho planos traçados
Assim como tesoureira, tudo é meu por uns bocados

Planos não concretizados, acabam os meus trocados
Em Mc's, cinemas, fundos esgotados
Para os que são mal encarados, não sabem guardar pilim
Quem tem pouco sabe, G, que a cena não funciona assim

Enfim, quem sabe do que eu falo, yo brotha, confirma
A quem já não suporta, até abre a sua firma
Não desanima, continua, faz planos com tostões
E ainda vão concretizá-los quando ganharem o Euromilhões!

Papillon:
(REFRÃO) (x2)
São os fundamentos da teoria do bolso furado
A guita não era minha, só me tinham emprestado
A guita não tem asas mas voa para todo o lado
A guita não é tudo, mas é um bom bocado (x2)


Factor:

Mano eu quero pastel, um Maserati, um castelo
Grifos de pele, bom mel, viver do bom e do belo
Encher o bucho no luxo, Punta cana e punta del
Encher o cu de gumbus, uma semana e bué papel

Mas money não cai do sky, nem mesmo para quem paya
Bué de 'sei lá se há' é cara podre, waya-waya
People da minha laia, quando maia maia
Fica sem paca quando vai ao Mc com a catraia

Se o bolso não tem fundo é porque não tem forro
Sem dinheiro não há vícios não gasto paca num porro
Mas tudo é novidade
Qualquer futilidade passa a ter utilidade com a publicidade
Falsa necessidade, qual promoção de arromba?
Nós continuamos aqui parados na pomba

Papillon:
(REFRÃO) (x2)
São os fundamentos da teoria do bolso furado
A guita não era minha, só me tinham emprestado
A guita não tem asas mas voa para todo o lado
A guita não é tudo, mas é um bom bocado (x2)



Papillon, Factor, Tem-p, Neck, Prizko:

Quem não tem kumbu bate palmas (x3)
O verdocas, o papel, bate palmas!
Quem não tem kumbu bate palmas (x3)
Bate palmas!

A minha carteira é uma vendida, o meu bolso é desafinado
Trocando por miúdos, só trocam as notas por trocados

Fundamentos da teoria do bolso furado
Quando a tua guita não tem asas mas voa para todo o lado

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'A Teoria do Bolso Furado'

Buscar canciones
X
ir a arriba