GROGNation

Depois Das 24

GROGNation

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

Mais um dia que te maquilhas, não tiras da cabeça
Que o teu dia so termina quando tiveres uma recompensa
De gente fina na pochete ganha à pala de um boquete
Ao jet set que te financia por minutos de magia
Deitada numa carpete, a preencher as fantasias
Desses homens teus Messias só pensas que merecias melhor
Enquanto observas as matilhas de cães vadios
Pela janela do teu T0 onde os armários estão vazios de recordações
Só o cheiro do cinzeiro é que preenche a solidão do teu ser
Que nem sequer te pertence
Na escuridão que te acolhe durante horas numa avenida
À espera que um homem te olhe
Ficas toda produzida, seduzida e confusa
Porque a vida que sonhaste vai para além de uma tusa de um desconhecido, erraste
Olhaste para o teu reflexo e pensaste que és um traste
Porque a tua vida é só sexo e nunca tem o contraste

Diz-me o que acontece quando a noite vai a meio
E a cobertura desaparece para dar lugar ao recheio
Dás início à metamorfose, despes a roupa e a pose
E aposto, sem a camuflagem emagreceste um coche
Tua insegurança é fria e a fachada é um sobretudo
Tens maquilhagem em demasia pois confiança é a base de tudo
Mas és crescida e vestes-te bem como as da revista Maria
Teu rabo cresceu, o peito também, a cabeça desapareceu, magia
E em frente ao espelho teu, perguntas o que aconteceu
Mais um dread que chegou, te fodeu e desapareceu
É que investes em fogos de vista e raramente és genuína
Ele era um ginecologista, eras só mais uma vagina
Livro de reclamações, choras uma vez mais
'Homens são todos cabrões, homens são todos iguais'
Mas procuras love num club, onde peidas roçam colhões
Então não conquistas corações, conquistas órgãos genitais

Essa vida que tu escolhes depois das 24
É visível nos teus olhos, deitada no teu quarto
Faz parte borrar o rímel, difícil manteres o nível
Fingires de uma forma incrível seres uma dama indestrutível
É por isso que és diferente, no centro das atenções
Onde verdadeiras emoções são deixadas para depois
À espera que muita gente ache piada a quem tu és
Armada até aos dentes, maquilhada até aos pés
Como é? Não promovas o rabo, nem o peito
Promove tudo aquilo que tu és por defeito
A sério, dá jeito, respeito não vem do nada
Não te finjas amargurada quando sabes que és a culpada
Não podes fazer nada para mudar o teu redor
Mas podes fazer tudo para seres um pouco melhor
Eu sei que a mudança te assusta, mas tentar não custa
Procurar e encontrar amor de uma forma justa

Não te entendo, ou melhor pouco ou nada te compreendo
E me rendo à tentação num colchão, tu descendo
O meu corpo todo nu, eu e tu como sempre
Sexo sem love é o que nos une, sexo sem love é o que nos prende
Nunca fui o par perfeito, tu sabes bem disso
Nunca posso ter-te respeito se tu nem respeitas isso
Esse teu corpo não engana, queres chama numa miragem
És dama e personalidade sem teres essa maquilhagem
Carruagem já passou, comboio da felicidade
O teu fogo já se apagou, hoje não ardes nem metade
Todos os homens já te tocaram, te beijaram, abusaram
No dia seguinte, o bairro sabe dos minutos que se amaram
Diz-me se é o que desejas esse muito quase nada
Diz-me se é o que desejas ser magoada e desprezada
Diz-me se dias de sol têm que acabar em trovoada
E se o coração agora é saco para levar socos e chapadas

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Depois Das 24'

Buscar canciones
X
ir a arriba