Imagen de la canción 'Chuva Ácida'

Chuva Ácida

GGOSS

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

A chuva é ácida e o caos nos envolve na selva
Onde a relva é mar, onde tudo é cinza
Bem-vindo a selva

Putrefata. Vejo a cidade em cacos
Cedo eu trago o cigarro junto a fumaça dos carros
Conto os trocados e pago esse transporte precário
Rumo ao sonho desejado. tudo no centro é caro
À margem da vida e da cidade o fardo é leve e o clima pesado
Deus ta vivo ou Nietzsche foi sábio?
O olhar do povo no fundo apático
Sem crença ou benção, hoje tudo tá correndo tão rápido
Tão rápido, tão rápido, tão rápido, tão rápido
Repetitiva, a TV entrentem o gado, pronto pro abate no 'rito sabático'
De cima, tudo é tão claro, somos 'Peixes' dentro de 'Aquários'
'Nova era' e um 'amanhecer', certeza apenas fim inevitável
Sociedade em colapso. Os tempos bons apenas são lapsos
Nessa marcha fúnebre, segue pro abismo o homem sentado, sem tato

A chuva é ácida e o caos nos envolve na selva
Onde a relva é mar, onde tudo é cinza
Bem vindo a selva

Bem-vindo à Selva

Campo de plantação vira campo de construção
Ou apenas de concentração pra seres em depressão?
Cada um com seu 'Prozac', seja proibido ou não
Seja proibido ou não, seja proibido ou não
Pela conquista da paz, mais marcos e marcos ibélicos
Pra sociedade moderna, mais tráfego, tráfico e sexo
Fast food no crédito. Grana é poder e isso rege o mundo
Ao comando dos mestres sendo marionetes da tecnologia
Os vermes fazem orgia na carne que no fim arde por fazer parte dessa utopia falsa
Embalsamados em prestações, somos números em fundações de concreto e aço
O quinto elemento dessas ações na bolsa

A chuva é ácida e o caos nos envolve na selva
Onde a relva é mar, onde tudo é cinza
Bem vindo a selva

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Chuva Ácida'

Buscar canciones
X
ir a arriba