Imagen de la canción 'Corpos em Febre'

Corpos em Febre

GGOSS

LETRA

Alinear a la izquierdaAlinear al centroLetra más grandeLetra más pequeña

GOSS:
Lembra? Daquele beijo, daquele toque
Aquele porre começou cedo e a gente morde
Aquela fruta. Foda-se o medo! A gente foge?
Não! A gente pode! Então por que não fode?

Como se fosse 99, somos crianças
Em outro frasco com outro norte
Acendo a vela, clareio a cela, abraço a morte
Agarro a vida como se nunca mais fosse

Não sei dizer aonde essa estrada vai dar, C'est La Vie
O futuro vem cedo e eu sem sair do lugar, Déjà vu
E ela de vermelho nesse clima 'Noir' fica nua
E o perfume dela e o batom a sumir. Beija-me!

E aquele quarto sim tem história, vide a memória
Entre nós não tem divisória
Enquanto a gente se devora, nada tem hora
O tempo leva tudo embora. Ah se eu tivesse um Delorean!

Maydana:
Corpos em febre
Lágrimas molham pétalas em cores
Flores
Dores

Corps en fièvres
Larmes et couleours
Fleurs
Douleour

Makalister Renton:
Estou na minha quebrada, subo o morro
Casa da vó, brinquei com o cachorro
Um gole no suco e o cachorro me pergunta como anda a música
Me peguei pensando nas suas curvas

Parecia que o céu era de algodão doce
Percebi que hoje não chove!
Me vi nas flores do seu vestido, elas não morrem
Molhei com todo o meu suor pra que elas não chorem

Rezei por todos os demônios pra que não voltem
Ela expulsou alguns de mim, de manhã no 'blowjob'
Caralho! Eu me sinto tão jovem!
Criando um terremoto nas suas pernas, meu amor, jorre!

Te trago riscos de Eduardo Amorim
Pra esqueceres dos dias que foram árduos pra ti
Já viu que linda essa tarde magenta?
Timbres de Almodóvar e filmes oitenta

Maydana:
Corpos em febre
Lágrimas molham pétalas em cores
Flores
Dores

Corps en fièvres
Larmes et couleours
Fleurs
Douleour

fuente: musica.com disquito - musica.com

Compartir la letra 'Corpos em Febre'

Buscar canciones
X
ir a arriba